Abertura

Noticias
Características
Localização
Histórico
Impactos socioambientais
Destino da energia gerada
Alternativas
O que dizia a Eletronorte no governo FHC
O que diz o especialista
O que diz o movimento social
Videos
Condicionantes
Para saber mais

 A b e r t u r a Características 

As várias faces do projeto

Belo Monte é a melhor usina hidrelétrica do mundo”, afirmou categoricamente José Muniz Lopes, em entrevista concedida ao ISA no segundo semestre de 2002, quando era presidente da Eletronorte, subsidiária da Eletrobras na Amazônia Legal, responsável pelo projeto. Lopes, que hoje é presidente da Eletrobrás, defendeu sua afirmação à época relacionando a capacidade instalada prevista da usina hidrelétrica, 11.233 megawatts (MW), com a geração média anual de 4.796 MW. Belo Monte, um dos sete barramentos previstos originalmente pela Eletronorte para o Rio Xingu, terá um reservatório de 516 km2, extensão que no projeto original era de 1 200 km2.

Está previsto para o empreendimento a implantação de uma casa de força principal com 20 máquinas com potência unitária de 550 MW, responsáveis pela geração de 11 mil MW, uma casa de força secundária com sete unidades de 25,9 MW cada, que totalizam os 181,3 MW adicionais. De acordo com a Eletronorte, a segunda casa de força foi projetada para melhorar o aproveitamento da vazão do rio e reduzir os impactos ambientais.

Também será construído um canal de adução, com cerca de 12 quilômetros de extensão e largura média de 250 metros, para auxiliar na pressão das águas às turbinas. Para a construção desse canal, serão escavados 144 milhões m3 de terra e 51 milhões m3 de rocha, material que, segundo o Movimento pelo Desenvolvimento da Transamazônica e do Xingu (MDTX), ainda não tem destino. Muniz afirma que o volume é, efetivamente, grande, mas já existe um estudo de realocação do material, como, por exemplo, utilizá-lo para a criação de algumas praças, cujo resultado está disponível no estudo de viabilidade. Belo Monte envolve ainda 3,8 milhões de m3 de concreto, contra 7,9 milhões de Tucuruí e 12,6 milhões em Itaipu.

Segundo a Eletronorte, as turbinas da casa principal serão do tipo Francis e as da casa complementar, do tipo Bulbo. Estas últimas que necessitam menor volume de água para serem movimentadas, e a usina produzirá mais de 27,5 MW por quilômetro quadrado, um dos melhores aproveitamentos hidrelétricos do mundo, contra 2,8MW/km2 de Tucuruí ou 8,6 MW/km2 de Itaipu, a maior usina hidrelétrica do país.