Impactos socioambientais

Por estar localizada no entorno do Parque - a menos de dois quilômetros da divisa -, portanto numa Área de Proteção Ambiental (APA), o empreendimento deve respeitar uma série de restrições impostas por lei. Entretanto, é praticamente impossível uma exploração desse tipo sem que haja graves danos ambientais. Segundo Thelson Junqueira Lemos, bacharel em direito que encaminhou uma representação ao Ministério Público para instauração de Inquérito Civil, o cenário já está montado. É provável que em breve os impactos ambientais tornem-se irreversíveis, tais como desmatamento nas áreas de operações, bancadas de estéril (parte do solo não reaproveitável), deposições de rejeitos, estradas de serviços, alteração da topografia na abertura da cava de exaustão, usinas e áreas de apoio social e infra-estrutura, além da poluição das águas e da possibilidade de assoreamento do leito do rio São Francisco e decorrente diminuição de sua vazão. A cachoeira de águas quentes, uma das grandes atrações turísticas da Serra, já não existe mais devido à proximidade ao empreendimento.

 

Vila de São José do Barreiro:
uma das vítimas do empreendimento
Foto: Thelson Junqueira Lemos

 

Para Lemos, o empreendimento traz conseqüências imprevisíveis tanto para o patrimônio biológico quanto para a população local. "Um empreendimento deste porte trará um impacto social violento àquela população, acostumada há séculos a uma vida pacata e saudável", diz. Ele espera que uma Ação Civil Pública contra a Sopemi seja proposta devido aos potenciais danos ao meio ambiente. Já existe um processo criminal para que se avalie os impactos ambientais, mas até agora nada foi concluído.

Alguns moradores da região já têm reclamado da qualidade da água. Mas para a população local, à primeira vista, pode parecer um bom negócio, já que propiciará maior oferta de emprego e altos salários, além de outros benefícios prometidos pela mineradora. A Serra da Canastra, por ser um pólo de atração de turistas de todo Brasil, tem a capacidade de prover os mesmos benefícios, se o turismo local for desenvolvido com o apoio do Poder Público e fiscalização adequada, sem que haja queda na qualidade de vida dessas pessoas.

 

 

Tópicos deste artigo

>>> Abertura
>>> Impactos socioambientais

Vá para a home page do ISA Outras edições Envie-nos a sua mensagem Lançamentos Resenha Cartas Alta Costura Editorial